segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Hoje é o 1.º dia do resto da minha vida...

O Primeiro Dia

A principio é simples, anda-se sózinho
passa-se nas ruas bem devagarinho
está-se bem no silêncio e no borborinho
bebe-se as certezas num copo de vinho
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Pouco a pouco o passo faz-se vagabundo
dá-se a volta ao medo, dá-se a volta ao mundo
diz-se do passado, que está moribundo
bebe-se o alento num copo sem fundo
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

E é então que amigos nos oferecem leito
entra-se cansado e sai-se refeito
luta-se por tudo o que se leva a peito
bebe-se, come-se e alguém nos diz: bom proveito
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Depois vêm cansaços e o corpo fraqueja
olha-se para dentro e já pouco sobeja
pede-se o descanso, por curto que seja
apagam-se dúvidas num mar de cerveja
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Enfim duma escolha faz-se um desafio
enfrenta-se a vida de fio a pavio
navega-se sem mar, sem vela ou navio
bebe-se a coragem até dum copo vazio
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

E entretanto o tempo fez cinza da brasa
e outra maré cheia virá da maré vazia
nasce um novo dia e no braço outra asa
brinda-se aos amores com o vinho da casa
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida.

Sérgio Godinho

Adoro esta música. A letra diz-me muito, melhor dizendo sinto-a toda...a bem da verdade todas as músicas de Sérgio Godinho são excelentes!

Comecei hoje a jogar "A Batalha Naval" e dei o meu primeiro tiro no porta-aviões...o primeiro de alguns que terei que dar...e vou mandá-lo ao fundo!

A força está cá toda e a vontade de vencer esta batalha ainda maior e para aliviar a "coisa" vou ver o mar imenso, p'ró pintar, como eu gosto...

11 comentários:

Espaço do João disse...

Meu Caro Amigo.
Espero que realmente o submarino tenha ido ao fundo , bem como tantos outros que por esse mar vagueiam. Sua saúde acima de tudo. Ser positivo não se perde nada. Quero vê-lo aí em força e fresco que nem uma alface.
Por falar em alface, lembrei-me que muitas pessoas chamam ao Asplénium de alface, talvêz por ter a cor de alface. Grato pela explicação sobre o Asplénium, não sabia que ele se dava dependurado. Infelizmente no meu quintal não o posso ter dependurado, pois com o frio noturno ele vai à vida. è muito sensível ás geadas. Um grande abraço e um ano novo cheio de emergia.

sininho disse...

Força, muita força minha querida...
Tenho a certeza absoluta de que esta é uma batalha que vais vencer! Todas as palavras, canções ou poesias serão pouco para apregoar aos 7 ventos as tuas vitórias.
Força, muita força minha querida...

Tombazana disse...

Muito obrigada Mónica...és um doce e eu vou mesmo mandar abaixo o que me atormenta.

Muitos beijinhos para ti e para os lindos bonequinhos que tu tens.

Sofia disse...

Hoje,menos 2...:)
Hoje já deitaste mais uma abaixo...devagar se vai ao longe, mas o que interessa é que se vai andando!

Eu nem preciso de te dizer mais nada, tu já sabes o que penso e a força que tu tens sobre esta batalha chata e dura...beijos e continua com essa tua força.

Gosto muito de ti!:)

Beijos
Sofia

Geovana disse...

Passei aqui pra dar um alô e dizer que estou com saudade das suas visitas, das suas receitas e das suas histórias.

Beijo!

Salva disse...

Io tempo fá tramite il blog di vostra figlia, ho conosciuto il vostro blog, che seguo sin da lí!
E quello che mi ha affascinato subito é la vostra sensibilitá di raccontare sulle piccole cose della vita, che tramite le vostre descrizione diventano cose grandi!
E mi sono subito detto: "Wow, questa signora non é solo una grande artista (mi affascinano i vostri dipinti:), ma ha sopratutto una grande sensibilitá, e quindi una grandissima forza!!"
La forza che avete avuto crescendo le vostre figlie, adesso ve la rendono loro con il loro amore per voi. Dimostrando anche a loro peró anche adesso una grande forza nell'affrontare anche situazioni particolari e difficili!
Questa battaglia la vincerete Tombazana, ne sono sicuro.

Con molto rispetto e ammirazione per voi, e che questa battaglia venga vinta da voi il piú presto possibile,

Salva

Paulo Ferroni disse...

Querida amiga

Aqui te deixamos a nossa solidariedade na forma de um abraço apertado com a força da verdadeira amizade. Que nesta batalha feita de muitas lutas, sintas o apoio e a força de todos aqueles para quem és querida.

Reafirmamos a certeza de que gostamos muito de ti!

E já sabes, estamos sempre contigo e disponíveis!

P&P - os teus amigos gulosos

Marina Xi disse...

Serenidade da Alma

Não examinar o que se passa na alma dos outros dificilmente fará o infortúnio de alguém; mas os que não seguem com atenção os movimentos das suas próprias almas são fatalmente desditosos.
(...) Ser semelhante ao promontório contra o qual vêm quebrar as vagas e que permanece firme enquanto, à sua volta, espumeja o furor das ondas.
- Que desgraça ter-me acontecido isto!
Não, não é assim que se deve falar, mas desta maneira:
- Que felicidade, apesar do que me aconteceu, eu não me mortificar, não me deixar abater pelo presente nem me assustar pelo futuro!
Na verdade, coisa idêntica poderia suceder a toda a gente, mas bem poucos a suportariam sem se mortificarem. Por que razão considerar este acontecimento infortunado e aquele outro feliz?
Em resumo, chamas de infortúnio para o ser humano aquilo que não é um obstáculo à sua natureza? E consideras um obstáculo à natureza do ser humano aquilo que não vai contra a vontade da sua natureza? Que queres, então? Conheces bem essa vontade; aquilo que te sucede impede-te, por acaso, de ser justo, magnânimo, sóbrio, reflectido, prudente, sincero, modesto, livre, e de possuir as outras virtudes cuja posse assegura à natureza do ser humano a felicidade que lhe é própria? Não te esqueças, doravante, contra tudo aquilo que te possa trazer aflição, de recorrer a este princípio: «Acontecer-me isso não é uma desgraça; suportá-lo corajosamente é uma felicidade.»

Marco Aurélio, in 'Pensamentos e Reflexões'

um grande beijo para para uma grande mulher. Célia

Geovana disse...

Eu nunca mais soube de você. Saudade... Vontade de saber que está bem. E a Sofia? Beijo.

Mia disse...

:)
Já só faltam 2!
O que ficou para trás, ficou.
Já não conta!
Gosto muito de ti, és grande e forte (como só as mães sabem e tem de ser!;))
Depois desta já posso com muita propriedade e tudo o mais que "A minha mãe é mais forte c'a tua!"
Mas isso eu já sabia :P
Beijos grandes da tua filha (que te ama muchíssimo!).

Tombazana disse...

Aos meus amigos o meu grande Bem-Hajam pela vossa solidariedade: Salva, Marina, Paulo e Geovana...tem sido complicado...isto de receber "veneno" para "matar" outro "veneno" é muito violento!

Arrebitar entre cada tratamento é a palavra de ordem do momento...quando já me estou a sentir melhor lá vem mais outro que me atira de novo por terra!!!!

Mas como não me entrego assim nem que "chovam canivetes" lá vou eu em frente...p'rá frente é que é o caminho :)

Sofia e Tanicha...sem vocês não sei como seria...não seria...tenho o meu coração cheinho de gratidão!

Enchem-me de mimos os meus amigos e a minha gente...assim é MUITO mais fácil esta dura caminhada.

A todos mais uma vez BEM_HAJAM